«

«

maio 01 2015

Imprimir Post

Ciclo de oficinas de cultura digital na Rádio Tupinambá

radio tupinamba2Entre os dias 01 e 06 de maio acontece o II Ciclo de Oficinas de Comunicação e Cultura Digital da Rede de Rádios Indígenas. As atividades envolvem a produção e edição de conteúdos radiofônicos utilizando softwares livres na Rádio Tupinambá FM, que transmite direto da aldeia Tupinambá de Olivença, localizada a 15km da cidade de Ilhéus, na Bahia.

As transmissões da Rádio Tupinambá começaram em janeiro de 2015 com a montagem dos equipamentos da rádio e realização de oficinas na aldeia. Os indígenas participaram da montagem, aprenderam sobre o funcionamento técnico e tiveram as primeiras noções sobre o cotidiano da rádio, programação musical, realização de entrevistas e edição básica.

Depois de quatro meses de experimentações, a rádio indígena recebe mais uma etapa de oficinas de rádio e cultura digital com rodas de diálogos abertas sobre os temas, formatos e roteiros dos programas que serão produzidos, realização de entrevistas e produção de programas com conteúdos diferenciados nos formatos de entrevistas, radio contos, vinhetas e spots.

Os conteúdos serão editados e finalizados com softwares livres e pretendem gerar programas independentes e colaborativos com a perspectiva tupinambá, narrada pelos próprios índios, refletindo suas histórias, culturas, tradições modos de vida e também sobre seus problemas e principais demandas e reivindicações. “A metodologia buscará aproximar as práticas da produção radiofônica com as dinâmicas de vida, história e cultura dos tupinambás convergindo para produção de programas que expressem essa riqueza e diversidade socioculturais”, afirma Sérgio Melo, produtor cultural e coordenador do projeto da Rádio Tupinambá.

Jaborandy Tupinambá, articulador indígena no projeto, aponta para a importância da rádio na comunicação da aldeia, pois permite a chegada das informações de forma rápida, com alcance maior que outros canais como a internet. Com a rádio, conseguimos fazer a informação circular, afirma Jaborandy, que articulou também uma transmissão em parceria com a Radio Nacional da Amazônia. Ações como essa “fortalecem a luta dos povos indígenas do Brasil, quando abre espaço para o diálogo entre uma rádio pública e uma rádio livre indígena”, ressalta.

A Radio Tupinambá é também uma prática de mídia livre direta, que colabora com a democratização da comunicação na Bahia e no Brasil, afirmando os indígenas como novos atores nesse cenário de conquista e efetivação de direitos, em especial com o Direito à Comunicação.

Rede de Rádios Livres Indígenas

A Rádio Tupinambá faz parte da Rede de Rádios Livres Indígenas que está no ar desde 2013 e envolve a Rádio Kiriri, a Rádio Xacriabá e a Rádio Pataxó Hãhãhãe, que fazem suas transmissões nos territórios indígenas.

A rede vem se estruturando e, nesses dois anos, foram instaladas rádios livres de baixa potência em aldeias da Bahia, além de outras rádios como a Indaca Obá que funciona num território quilombola em Itacaré, e a rádio Aliança Educadora localizada no assentamento rural Terra Vista. A idéia da rede é ser um espaço de diálogo interétnico onde as produções, vivências e conhecimentos sejam compartilhados através da internet e das ondas do rádio, agregando rádios instaladas em territórios indígenas e outras comunidades tradicionais.

Rádio Tupinambá – II Ciclo de Oficinas de Cultura Digital

Onde: Aldeia Tupinambá de Olivença – situada a 15km da cidade de Ilhéus, Bahia
Quando: 01 a 06 de maio
Quanto: Gratuito
Realização: Rede de Rádios Indígenas / Rádio Amnésia
E-mail: tupinamba.radio@gmail.com
Site: http://radioamnesia.org/tupinamba/

Fonte: Assessoria de Comunicação

Important!

> Siga Índios no Nordeste no Twitter e curta nossa página no Facebook. > Receba as postagens do site por e-mail (cadastre-se na caixinha do lado direito do site).

Link permanente para este artigo: http://indiosnonordeste.com.br/2015/05/01/ciclo-de-oficinas-de-cultura-digital-na-radio-tupinamba/