Por Edmundo Monte

A biblioteca do site não para de crescer. As adições de textos, as visitas virtuais e a quantidade de arquivos “baixados” sustentam tal afirmação. Só no mês de maio, foram quase 5.000 downloads. Em épocas de Copa e de disputas por audiência entre as emissoras de TV, sugerimos aos usuários e visitantes do site que aproveitem os “feriados” durante os jogos para ler bastante. Ou seja, caminhem em sentido oposto ao que pregam as duas principais redes de televisão brasileiras.

Uma delas, na tentativa de “deletar” todos os tipos de discussões e demandas sociais da população brasileira, injeta em doses nada homeopáticas em suas (inúmeras) propagandas diárias que “somos todos um só”. A segunda emissora – no quesito audiência – cujo proprietário é um conhecido líder religioso, “pede” aos telespectadores e funcionários que se abstenham da TV durante o evento esportivo (?!) e se recolham unicamente para exercerem sua fé.

E os momentos destinados à leitura? Como nenhuma dessas empresas estão interessadas no assunto, fazemos a nossa parte: leia muito; porque a Copa passa rápido e em julho você estará de volta aos engarrafamentos, transporte público caótico, hospitais e escolas capengando, filas quilométricas em bancos e repartições, cesta básica inflacionada e afins. E o tratamento estatal em relação as legítimas demandas dos povos indígenas no Brasil? Com certeza não é padrão FIFA!

Para essa semana, incluímos dois novos textos em nossa biblioteca. Boa leitura!

Dissertação – Natalia Moreira da Silva. Papel de índio: políticas indigenistas nas províncias de Minas Gerais e Bahia na primeira metade dos oitocentos, 1808-1845 (UFSJ – 2012)

Livro – Célia Collet; Mariana Paladino; Kelly Russo. Quebrando preconceitos: subsídios para o ensino das culturas e histórias dos povos indígenas (LACED – 2014)

[important]> Siga Índios no Nordeste no Twitter e curta nossa página no Facebook.
> Receba as postagens do site por e-mail (cadastre-se na caixinha do lado direito do site).[/important]