Deputada Janete Capiberibe (Foto: Sérgio Francês)

Por Sizan Luis Esberci

Brasília – A Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara dos Deputados que investiga o Tráfico de Pessoas aprovou, por unanimidade, nesta terça, 20, os requerimentos da deputada federal Janete Capiberibe (PSB/AP) para realizar uma diligência da CPI a São Gabriel da Cachoeira, Amazonas, e para realizar audiência pública, em Brasília, com o objetivo de investigar a exploração de meninas índias naquela fronteira com a Colômbia. Os eventos ainda não tem data confirmada.

Uma denúncia levantada pela missionária irmã Justina Zanato afirma que meninas índias das tribos tariana, uanana, tucano e baré estariam sendo exploradas sexualmente, vendidas e traficadas em São Gabriel da Cachoeira, estado do Amazonas, na fronteira com a Colômbia, “em troca de um pacote de balas ou uma camiseta, enquanto os criminosos agem impunes”. As denúncias não estariam sendo investigadas pela polícia local e a notícia ganhou repercussão.

Na segunda, 19, a deputada Janete discursou em plenário para falar da gravidade do problema e comprometeu-se de acionar a CPI do Tráfico de Pessoas e a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados. Além disso, ela está comunicando a denúncia à Ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, e ao Ministério da Justiça, para que a Polícia Federal atue nos casos de exploração sexual e no tráfico dessas meninas índias.

Em seu discurso, sugeriu a atuação do Exército Brasileiro, do Comando de Fronteira Rio Negro e 5º Batalhão de Infantaria de Selva, instalado em São Gabriel da Cachoeira, na investigação e repressão a esses tipos de crimes.Para a deputada, “o Brasil não pode ser conivente com os crimes contra a população empobrecida e os indígenas”.

Fonte: Amazônia Brasil